(C)alma


Às vezes, sinto-me mutilada
Mas é só a falta que você me faz.
Se aqui jaz a alma morta
Meio torta, parecia
Mas sempre esteve quebrada.

Óh alma angustiada,
Que no vale dos mortos vive trevosa dor
Permita-me achar no amor
Um pouco menos de desesperança,
E fazei da noite criança
Que nos meus braços se acalma.

Comentários

Postagens mais visitadas